terça-feira, 29 de julho de 2014

PLENÁRIA DO TERRITÓRIO LITORAL EXTREMO OESTE

 

Cruz. Dia 18, reuniram-se os membros do Colegiado Territorial para Plenária Territorial representando os doze municípios que constituem o Território Litoral Extremo Oeste do Ceará, sendo eles: Acaraú, Barroquinha, Bela Cruz, Camocim, Chaval, Cruz, Granja, Jijoca de Jericoacoara(ausente), Marco, Martinópole, Morrinhos e Uruoca.

clip_image002

Sec. Agricultura de Acaraú - Malu

A reunião aconteceu na cede da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde – CRES, em Camocim, e teve como mediadora a Assessora Técnica Territorial Maria da Conceição do Nascimento e expositor o Secretário Executivo do Conselho Estadual do Desenvolvimento Rural Dr. Marcos Castro.

clip_image004

Assessoras Ana Vládia e Maria Conceição

O objetivo da reunião era a discursão da Política Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, preparação para atualização do Colegiado – eleição do Núcleo Dirigente, apresentação, discursão e aprovação do PROINF – 2014, incluindo a elaboração de um projeto para aquisição de equipamentos para um Centro de Recebimento e Distribuição dos Produtos da Agricultura Familiar para todos os municípios que integram este Território com recursos da ordem de R$ 410.000,00 a ser rateado entre todos os municípios.

clip_image006

Janaina-Bela Cruz e Carlão-Cruz

Os municípios ficam com a responsabilidade de entrarem com a contrapartida de 4%, estrutura física e dois funcionários mediante compromisso assumido com termos de doação.

Na relação de equipamentos propostos consta de uma câmara fria, balança, caixas, computador, mesas, ar condicionado, geladeiras e outros itens relacionados com a atividade de receber e distribuir os produtos da Agricultura Familiar permitidos no regulamento.

clip_image008

Grupo de trabalho em Acaraú

Dia 23, outra plenária foi realizada no Auditório da Secretaria de Ação Social de Acaraú e teve como anfitriã, a Secretária de Agricultura e Pesca Maria Lúcia Soares (Malu).

clip_image010

Representantes de Martinópole

Nesta plenária, foi discutido e aprovado o texto final do projeto a ser encaminhado para a Secretaria do Desenvolvimento Agrário - SDA.

clip_image012

Representantes de Bela Cruz, Cruz e Camocim

Nas duas plenárias, em Camocim, com a presença de onze municípios e em Acaraú com nove municípios, Jijoca de Jericoacoara foi o único município que não esteve presente. Barroquinha e Chaval não estiveram em Acaraú, mas justificam as suas ausências e encaminharam toda a documentação necessária. Na quinta-feira, a Assessora dos Territórios Conceição e o Secretário de Agricultura de Cruz Carlos César estiveram em Jijoca conversando com o Prefeito Lindomar e o Secretário José Arteiro sobre a ausência do município nestas plenárias e a importância deste centro para o Fortalecimento da Agricultura Familiar do Município, os quais se comprometeram em providenciar a documentação em prazo prefixado para sua incluso no projeto.

clip_image014

Claudia-Granja e Janaina-Bela Cruz

clip_image016

Entre os participantes, nossa reportagem conversou com a Secretária de Formação e Organização Sindical – STTR – do Município de Granja Claudia Avelino Bacharel em Matemática; o Coordenador da Agricultura Familiar do Acaraú Roberto Campos; a Agente de Economia Solidária e estudante universitária do curso de Serviço Social e representante o Município de Bela Cruz Janaina Rodrigues; o Secretário de Agricultura do Município de Cruz Carlos César de Carvalho (Carlão) e a Secretária de Agricultura e Pesca de Acaraú Maria Lúcia Soares(Malu). Todos enalteceram a importância deste empreendimento em prol do fortalecimento da Agricultura Familiar de seus municípios.

Presidente da FAC Dr. Lima

O membro do Colegiado dos Territórios e Presidente da Federação das Associações Comunitárias do Município de Cruz - FAC Engenheiro Agrônomo Antonio dos Santos de Oliveira Lima participou de todas as Plenária representando a instituição e o representante do STTR.

A próxima Plenária dos Territórios tem como propósito a eleição do Núcleo Dirigente em local e data a serem determinados. Ressaltamos a importância de uma representação dos Sindicatos da Agricultura Familiar – SINTRAF – no Colegiado dos Territórios. Os interessados devem entrar em contato com a Assessora Técnica dos Territórios Maria da Conceição do Nascimento para mais esclarecimentos.

A participação da sociedade organizada nestes debates é de fundamental importância para conquistas das reinvindicações feitas pelos movimentos sociais. Para isto “precisamos ser fortes e ativos”.

Dr. Lima

Para analista, a Alemanha planeja participar do BRICS

 

dom, 27/07/2014 - 10:22 - Atualizado em 27/07/2014 - 10:39

Stanilaw Calandreli

O analista financeiro Jim Willie categoricamente afirmou que a Alemanha está se preparando para abandonar o sistema unipolar apoiado pela NATO e os EUA e juntar-se às nações do BRICS, e por isso a NSA foi pego espionando Angela Merkel e outros líderes alemães.

Em entrevista à Greg Hunter, do blog USA Watchdog, Willie, um analista e PhD em estatística, afirmou que a verdadeira razão por trás do recente escândalo de espionagem da NSA, visando a Alemanha, é o clima de medo que ronda os Estados Unidos de que as potências financeiras da Europa estejam procurando fugir do inevitável colapso do dólar.

A entrevista de Jim Willie

O escritor de boletim financeiro, Jim Willie, diz que não importa quem derrubou o jato comercial da Malásia sobre a Ucrânia que haverá massivas consequências.

Willie afirma: "Aqui está a grande consequência. Os EUA, basicamente, estão dizendo à Europa: você tem duas opções aqui. Junte-se a nós na guerra contra a Rússia. Junte-se a nós nas sanções contra a Rússia. Junte-se a nós nas constantes guerras e conflitos, isolamento e destruição à sua economia, na negação do seu fornecimento de energia e na desistência dos contratos. Junte-se a nós nessas guerras e sanções, porque nós realmente queremos que você mantenha o regime do dólar. Eles vão dizer que estão cansados ​​do dólar. . . Estamos empurrando a Alemanha para fora do nosso círculo. Não se preocupem com a França, nem se preocupem com a Inglaterra, se preocupem com a Alemanha. A Alemanha tem, no momento, 3.000 empresas fazendo negócios reais, e elas não vão se juntar ao período de sanções".

Willie continua: "É um jogo de guerra e a Europa está enjoada dos jogos de guerra dos EUA. Defender o dólar é praticar guerra contra o mercado. Você está conosco ou está contra nós?". Quanto a espionagem da NSA sobre a Alemanha, Willie diz: "Eu acho que estão à procura de detalhes no caso de suporte à Rússia sobre o ‘dumping’ ao dólar. Eu penso, também, que estão à procura de detalhes de um possível movimento secreto da Alemanha em relação ao dólar e juntar-se ao BRICS. Isto é exatamente o que eu penso que a Alemanha fará".

Willie calcula que quando os países se afastarem do dólar dos EUA, a impressão de dinheiro (quantitative easing, QE) aumentará e a economia piorará. Willie chama isso de ‘feedback loop’, e afirma, "Você fecha o ‘feedback loop’ com as perdas dos rendimentos causados pelos custos mais elevados que vêm da QE. Não é estímulante. É um resgate ilícito de Wall Street que degrada, deteriora e prejudica a economia num sistema vicioso retroalimentado... Você está vendo a queda livre da economia e aceleração dos danos. A QE não aconteceu por acaso. Os estrangeiros não querem mais comprar os nossos títulos. Eles não querem comprar o título de um banco central que imprime o dinheiro para comprar o título de volta! A QE levanta a estrutura de custos e causa o encolhimento e desaparecimento dos lucros. A QE não é um estímulo.É a destruição do capital".

Na chamada "recuperação" a grande mídia tem batido na mesma tecla durante anos, Willie diz: "Eu acredito que os EUAentrou em uma recessão que não sairá até que o dólar tenha desaparecido. Se calcular-mos a inflação corretamente... veremos uma recessão monstro de 6% ou 7% agora. Eu não penso que a situação melhore até que o dólar seja descartado”. “Portanto, estamos entrando na fase final do dólar".

Para finalizar, Willie diz: "Você quer se livrar de obstáculos políticos? Vá direto para o comércio e negócios. Por que é que a Exxon Mobil continua realizando projetos no Ártico e no mar Negro (na Crimeia) com os russos e suas empresas de energia? Nós já temos empresas de energia dos Estados Unidos desafiando nossas próprias sanções, e mesmo assim estamos processando os bancos franceses por fazerem a mesma coisa. Isso é loucura. Estamos perdendo o controle.

http://jornalggn.com.br/blog/stanilaw-calandreli/para-analista-a-alemanha-planeja-participar-do-brics

A seca chegou ás lagoas do complexo turístico de Jericoacoara

 

DSCF2844

A infra estrutura para receber os turistas aumentou, mas a água diminuiu

290

A Lagoa do Paraiso quando cheia

DSCF2846

A Lagoa do Paraiso hoje. A água de está a quase dez metros mais baixa

IMG_0175

Uma outra vista da Lagoa do Paraiso. Esta faixa branca é onde ficam as barracas.

 366Lagoa Azul. Precisava de barco para chegar no Barranco DSC02054337341

Onde se usava a jangada acima, hoje está assim. já se chega no barraco de carro e tem lugares já totalmente seco

Eram um conjunto de três lagoas, assim denominadas: Lagoa da Caiçara, Lagoa Azul (antes chamada pelos nativos de Lagoa do Meio) e a Lagoa do Paraiso (antes conhecida pelos nativos de Lagoa da Jijoca).

Quem quiser tomar um banho nessas lagoas, terá que se apressar, pois segundo os moradores da região, elas estarão sem condições de banho antes da próxima quadra invernosa.

Xinga o movimento sem-teto, mas acha bonito doar cobertor na rua

 

Leonardo Sakamoto

Toda vez que o frio chega com força à capital paulista, lembro a quantidade de imóveis que têm como inquilinos ratos e baratas, visando à especulação imobiliária, enquanto tem gente virando picolé do lado de fora. Ou pessoas que dormem – sob temperaturas de conservar sorvete napolitano – em barracos, cortiços e habitações frias e precárias.

“Tá com dó? Leva para casa!'' é uma frase clássica utilizada por quem tem apenas dois neurônios – o Tico e o Teco. É proferida ad nauseam quando o tema é a dura barra enfrentada pela gente parda, fedida, drogada e prostituída que habita o burgo paulistano – locomotiva da nação, vitrine do país, orgulho bandeirante que não segue, mas é seguida e demais bobagens que floreiam discursos ufanistas caindo de velhos e me dão um enjôo pré-vômito. É só falar da necessidade de políticas específicas para evitar que o direito à propriedade oprima os outros direitos fundamentais, que reacionários vociferando abobrinhas saem babando, querendo morder.

Como já disse aqui neste espaço e repito, boa parte dos trabalhadores que entraram na linha do consumo, há poucos anos, adota com facilidade o discurso conservador. Conquistaram algo com muito suor e têm medo de perder o pouco que têm, o que é justo e compreensível. Mas isso tem consequências. Em debates sobre déficits qualitativos e quantitativos de moradia, por exemplo, quem tem pouco adota por vezes um discurso violento, que seria esperado dos grandes proprietários e não de trabalhadores. Afirmam que, se eles trabalharam duro e chegaram onde chegaram sozinhos, é injusto sem-teto, sem-terra ou indígenas consigam algo de “mão-beijada'' por parte do Estado.

Ignoram que o que é defendido por esses excluídos é apenas a efetivação de seus direitos fundamentais: ou a terra que historicamente lhes pertenceu ou a garantia de que a qualidade de vida seja mais importante do que a especulação imobiliária rural ou urbana.

Você acha que apenas doar agasalhos e cobertores resolve o problema de quem está passando frio do lado de fora e que a vida vai mudar com a somatória de pequenas ações de caridade coloridas e cintilantes? Pede mais educação, mais saúde, mais segurança e, ao mesmo tempo, quer menos impostos e menos Estado? Desculpe, você é muito desinformado. Ou, pior: patético.

Não é uma responsabilidade individual minha ou sua tomar cada pessoa em situação de rua ou sem-teto pelo braço e levá-los para casa. Mas a construção participativa de saídas é um dever coletivo que tem no Estado o ator principal.

Como aqui já disse, sabe o artigo sexto da Constituição Federal que garante o direito à moradia? Então, é mentira.

Do mesmo tamanho daquela anedota contada no artigo sétimo que diz que o salário mínimo deve ser suficiente para possibilitar “moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social”. Se o artigo sétimo fosse verdade, talvez pudesse ajudar o sexto a ser também.

Função social da propriedade? Por aqui, isso significa garantir que a divisão de classes sociais permaneça acentuada como é hoje. Cada um no seu lugar. Afinal de contas, viver em São Paulo é lindo – se você pagar bem por isso.

Isso contribui com a faxina social que ocorre, a conta-gotas, pelas mãos do Estado ou de agentes privados. Talvez para não melindrar o cidadãos de bem, que não gostam de mendigos mal-cobertos por doações de agasalhos ferindo o senso estético por aí, têm horror a qualquer crítica à intocabilidade da propriedade privada e querem tomar um café quentinho em seu restaurante sem serem importunados por famílias de olhos do lado de fora das vitrines.

- Minha família tem um imóvel fechado há anos sim, tá esperando o preço aumentar e não é obrigada a alugar só porque tem bêbado que não quer trabalhar.

- Quer casa fácil e eu aqui ralando que nem um louco para ter a minha…

- Um dia desses eles vão entrar com metralhadora na sua casa. Vão jogar álcool em vc e dizer que colocarão fogo! Depois te roubam tudo, levam seu carro e a policia encontra na favela que pegou fogo! Depois de um mes te assaltam na Riberto Marinho e levam teu relógio ali mesmo, naquela favela. Sabe o que? Tem que limpar mesmo……

- Eles roubam de noite e passam a tarde ali no boteco da favela tomando cerveja. Acordem!!!!!!

- Eu me mato para pagar um IPTU de 1.200,00 reais anualmente. Além de luz, telefone, TV a cabo, funcionários etc e etc… Qual desses “desvalidos'' paga o que eu pago? E eles tem “tudo mais'' que eu tenho. Casa de graça, Luz (Miau), TV (Miau), Metrô perto de casa, shopping etc etc e ainda quando aparecem “flagelados'' ganham casa do governo e bolsa isso, bolsa aquilo, seguro desemprego, seguro “cadeia'' etc… Quem é mais prejudicado no Brasil populista? EU ou eles??????????????

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2014/07/26/xinga-o-movimento-sem-teto-mas-acha-bonito-doar-cobertor-na-rua/

Alinhada ao assassino, Veja condena Itamaraty

 

:

Capa da revista semanal que adota posições cada vez mais extremistas aponta "apagão na diplomacia" e "falência moral da política externa de Dilma"; com seu radicalismo, revista da família Civita sai em defesa do carniceiro Benjamin Netanyahu, que foi responsável pela morte de mais de mil pessoas nos últimos vinte dias e capaz de bombardear até um hospital e uma escola das Nações Unidas

247 - Responsável pelo primeiro voto, em 1947, pela criação de Israel, o Brasil sempre foi um aliado da causa judaica. No entanto, a política externa do Itamaraty também sempre foi pautada pela defesa dos direitos humanos. Foi exatamente neste contexto que o chanceler Luiz Alberto Figueiredo divulgou uma nota em que condenava "energicamente" a ação desproporcional de Israel no conflito da Palestina, que, em menos de vinte dias, matou mais de mil pessoas.

Neste período, o governo do chanceler Benjamin Netanyahu assassinou mulheres, crianças e foi capaz até de bombardear um hospital e uma escola da Organização das Nações Unidas, levando o secretário Ban-Ki-Moon a se dizer "estarrecido". De acordo com as Nações Unidas, Netanyahu deve ser investigado por "crimes de guerra" e até mesmo o maior aliado de Israel, o governo dos Estados Unidos, tem se mostrado desconfortável com o banho de sangue. Ontem, o secretário de Estado, John Kerry, pediu uma trégua que impedisse a continuidade da matança.

No entanto, Netanyahu tem, a seu lado, a família Civita, que edita a revista Veja, cuja capa desta semana se dedica a a apontar o que seria o "apagão na diplomacia" e a "falência moral da política externa do governo Dilma". Internamente, a revista aponta o que seriam sinais de "nanismo" do Itamaraty. Um desses, curiosamente, seria até a declaração do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, numa reunião do G-20, quando chamou o ex-presidente Lula de "o cara". Ou seja: na lógica de Veja, um elogio de Obama no G-20, organismo que deve muito ao Brasil, diminuiria o País.

Com a capa desta semana, Veja se coloca à extrema direita e se isola até de mesmo seus leitores. Responsável pela formulação da política externa do candidato Aécio Neves (PSDB-MG), o embaixador Rubens Barbosa concordou com a posição adotada pelo Itamaraty. Neste sábado, a jornalista Mônica Bergamo também informa que o presidente da Confederação Israelita Brasileira, Claudio Lottenberg, se disse indignado com a grosseria do porta-voz Yigal Palmor, que chamou o Brasil de "anão diplomático". Em editorial, o jornal Estado de S. Paulo condenou o que chamou de "baixaria israelense".

Veja, assim, se isola, assim como o carniceiro Benjamin Netanyahu. Os dois, na verdade, se merecem.

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/148030/Alinhada-ao-assassino-Veja-condena-Itamaraty.htm

segunda-feira, 28 de julho de 2014

FEIRA DA AGRICULTURA FAMILIAR INSENTIVA PRODUTORES

 

Cruz. A Prefeitura Municipal de Cruz, através da Secretaria da Agricultura, está realizando, semanalmente, A Feira da Agricultura Familiar, com o objetivo de incentivar a produção agropecuária que usa a mão de obra familiar para produzir alimentos sem agrotóxicos e de maneira sustentável. Todas as sextas feiras, pequenos produtores, artesãos e extrativistas levam sua produção e produtos manufaturados para serem comercializados no Mercado do Produtor que fica ao lado do Terminal Rodoviário, no Centro de Cruz.

clip_image002

Dona Maria Luciene

Tudo que há de produção está à venda: farinha, queijo, ovos, macaxeira, peixes, bolos, frutas, pequenos animais, mel, doces caseiros, Jerimum, galinhas caipiras, suínos, chás, café e uma grande variedade de artesanatos. Além de estimular a produção, pretende-se eliminar a figura do atravessador com a venda direta ao consumidor reduzindo preços ao consumidor e obtendo melhores preços para os produtores fazendo com que ambos sejam beneficiados.

clip_image004

Liliane- Jenipapeiro

Apesar das dificuldades enfrentadas pelos produtores, em terem o que vender, por causa de uma sequência de três anos de escances de chuvas, que dizimou a produção agrícola e reduziu o rebanho de animais, mesmo assim, de todas as localidades da zona rural chegam agricultores e criadores que trazem um pouco de sua produção.

clip_image006

Maria do Socorro -Sulflores

O Secretário de Agricultura Carlos César de Carvalho (Carlão) e sua equipe de auxiliares: a Zootecnista Carolina Vasconcelos, a Secretária Vanusia Sousa, o Professor Manoel e o Engenheiro Agrônomo Antonio dos Santos não medem esforços para que esta feira seja uma grande conquista dos pequenos produtores.

clip_image008

Luciene – Caiçara de Baixo

Várias reuniões foram feitas com a coordenação do Território Litoral Extremo Oeste, que congrega 12 municípios, com o objetivo de elaborar um projeto para aquisição de um Posto de Recebimento e Distribuição dos produtos da Agricultura Familiar para todos os Municípios do Território que compreende Acaraú, Barroquinha, Bela Cruz, Camocim, Chaval, Cruz, Granja, Jijoca de Jericoacoara (ausente), Marco, Martinópole, Morrinhos e Uruoca. Uma estrutura que irá beneficiar os feirantes.

clip_image010 clip_image012

José Edivalso – piscicultor de Prata

Os recursos são provenientes da SDA e Ministério da Agricultura em um montante de R$ 410.000,00. As reuniões aconteceram em Camocim, dia 18 e, em Acaraú, dia 23.

clip_image014 clip_image016

Rosimeire e Amiga Bonecos de Rosimeire

Em conversa com a nossa reportagem alguns feirantes falaram de suas expectativas bastante otimistas em relação a feira. Conversamos com Rosa Meire da cidade de Cruz, Liliane da Comunidade de Jenipapeiro, Maria do Socorro Silva da sede do município e dona do Atelier Sulfores, Luciene Silva Santos da Comunidade de Caiçara de Baixo, Maria Luciene que vendia lindos bonecos e José Edivalso um criador de peixes da Comunidade de Prata.

Com um objetivo de organizar a feira e capacitar os feirantes e produtores, a Prefeitura de Cruz, na pessoa do Gestor Municipal Adauto Mendes - PT, firmou parceria com o SEBRAE para que os produtores sejam induzidos para uma visão mais empreendedora dos negócios da Cadeia Produtiva da Agricultura Familiar.

Sem dúvida uma missão corajosa, pois, tenta superar barreiras para estimular a Agricultura Familiar e reconhecer a importância do pequeno produtor para a cadeira produtiva do município, valorizando quem sempre esteve a margem da sociedade rural.

Numa visão mais audaciosa, a comissão organizadora da feira irá até ao produtor para ajudá-lo a superar as suas dificuldades e lavar uma mensagem de otimismo e encorajamento como forma de reconhecimento de seu trabalho. Após, cada feira, a equipe faz uma avaliação dos pontos fracos e fortes que foram observados durante a feira. Os técnicos conversam com produtores e consumidores ouvindo suas opiniões.

Dr. Lima

Ai vem o “trem bala”

IMAGEM DO DIA NA LENTE DO BLOG WILSON GOMES
E A POPULAÇÃO DE SOBRAL A ESPERA DO VLT.

A primeira lei de trânsito surgiu na Inglaterra e se chamava “Lei da Bandeira Vermelha”. Os veículos eram tão lentos que era obrigado uma pessoa ir na frente com uma bandeira vermelha, que significava que atrás dela vinha um carro.

Imagem do Blog do Wilson Gomes

SINDSEMS comemora 10 anos e empossa nova diretoria

 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sobral (Sindsems) realizou, na manhã da última sexta-feira (25) solenidade em comemoração aos 10 anos de fundação do Sindicato.

Durante a solenidade foi empossado o novo presidente da entidade, Gilvan Azevedo Ferreira, e inaugurado o auditório que leva o nome da servidora, Prof.ª Maria Aldenir Lopes (in memoriam). A sede do Sindsems fica na Rua Joaquim Trindade, nº 94, no Centro.

O evento foi bastante concorrido, sendo prestigiado pela deputada Raquel Marques (PT); Luciano Arruda (Chefe de Gabinete de Sobral); Raniere Araújo (Pres. do Sindicato dos Calçadistas); Anizio Melo (Pres. da APEOC), Secretários Municipais e servidores da PMS.

Fonte: Sindsems

http://sobralemrevista.blogspot.com.br/

SINDSEMS comemora 10 anos e empossa nova diretoria

 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sobral (Sindsems) realizou, na manhã da última sexta-feira (25) solenidade em comemoração aos 10 anos de fundação do Sindicato.

Durante a solenidade foi empossado o novo presidente da entidade, Gilvan Azevedo Ferreira, e inaugurado o auditório que leva o nome da servidora, Prof.ª Maria Aldenir Lopes (in memoriam). A sede do Sindsems fica na Rua Joaquim Trindade, nº 94, no Centro.

O evento foi bastante concorrido, sendo prestigiado pela deputada Raquel Marques (PT); Luciano Arruda (Chefe de Gabinete de Sobral); Raniere Araújo (Pres. do Sindicato dos Calçadistas); Anizio Melo (Pres. da APEOC), Secretários Municipais e servidores da PMS.

Fonte: Sindsems

http://sobralemrevista.blogspot.com.br/

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Alta produção levanta ação da Petrobras em 72%

 

:

Papéis da estatal atingem valor mais alto em 22 meses; pico de R$ 21,05, nesta semana, representou alta de 72% sobre pior cotação no ano, de R$ 11,81, em março; além da especulação feita em torno das pesquisas eleitorais, agora investidores reconhecem que elevação para 1,95 milhão de barris/dia de petróleo extraídos pela estatal no País garante ótimos resultados financeiros; da área do pré-sal já saem mais de 500 mil barris/dia nos primeiros poços; "É a Harvard das águas profundas", comparou, elogiando, o banco Credit Suisse; JP Morgan e Goldman Sachs também recomendam compra dos papéis em razão de "crescimento consistente" na produção; presidente Graça Foster comemora: "Aqui dentro temos uma espécie de mantra: produção, produção e produção", diverte-se ela

24 de Julho de 2014 às 18:15

247 – O mercado está devolvendo, e rapidamente, toda a sangria provocada de maneira especulativa sobre as ações da Petrobras. Esse retorno já está na casa dos 72% de valorização do papel da estatal brasileira desde o piso em que se encontrava no pregão do dia 17 de março, quando valia apenas R$ 11,81, no seu pior momento histórico. Nesta semana, atingiu o pico de R$ 21,05. Foi o maior valor histórico do papel da petrolífera desde o dia 14 de setembro de 2012, vinte e dois meses atrás. O fechamento nesta quinta-feira 24 ficou em R$ 20,31, com valorização de 0,25% sobre a véspera.

Desta vez, o motivo da forte maré de alta das ações da Petrobras não está na especulação dos investidores em torno de pesquisas de opinião. Os grandes operadores da Bolsa de Valores jogaram quantias pesadas na fuga do papel no ano passado. A partir de março, correram a fazer pesadas compras, ao sabor de boas notícias nas pesquisas eleitorais para a oposição, o que levou o preço da ação subir com o crescimento de expectativa sobre um segundo turno.

O que faz a ação subir, agora, é um motivo muito mais robusto e adequado ao julgamento de uma companhia pelo mercado: seus resultados. No caso da Petrobras, os players do mercado de ações se renderam ao fato de a companhia ser a única, em todo o mundo, a aumentar sua produção de petróleo nos últimos seis anos. Com atuais 1,95 milhão de barris produzidos diariamente, a Petrobras já retira, desde o final de junho, mais de meio milhão de barris diários exclusivamente de poços na área do pré-sal, confirmando projeções de um universo de 13 bilhões de barris.

Importantes analistas de mercado convergem para avaliações em tudo positivas sobre a decisão estratégica da presidente Graça Foster, da Petrobras, de dar prioridade à busca por petróleo. O Credit Suisse, em relatório a investidores, chamou o pré-sal de Harvard das águas profundas”, reconhecendo a riqueza que a estatal preservou, em leilões, para si própria, nos contratos de concessões compartilhadas. Goldman Sachs, JP Morgan e Bradesco passaram a recomendar a compra dos papéis da estatal, registrando o crescimento consistente do aumento da produção.

- Aqui temos uma espécie de mantra: produção, produção, produção, disse Graça ao 247, em entrevista com jornalistas da mídia internet, na comemoração promovida pela companhia para a retirada superior a 500 mil barris/dia no pré-sal.

- Sabemos que produzir mais é o presente e o futuro dessa empresa. Cobro os diretores todos os dias, desde a primeira hora em que entram na minha sala. A marca de meio milhão de barris diários no pré-sal é histórica, e muitas outras virão. Nossas reservas comprovadas no pré-sal são de pelos menos 13 bilhões de barris, assinala a presidente.

O mercado não deixou de registrar que a companhia garantiu junto ao governo direitos exploratórios sobre áreas do pré-sal que não foram licitadas no primeiro momento. A companhia não irá precisar tomar empréstimos e aumentar seu endividamento para fazer os investimentos necessários na exploração dos atuais e novos poços.

- Estamos entrando num círculo virtuoso, no qual quanto mais produzimos, mais faturamos e mais temos capacidade de investir.

Acima dos ataques especulativos provocados pela disputa presidencial, a Petrobras está mostrando resultados de uma solidez estratégica que o mercado não tem como não aplaudir.

Nós estávamos certos, sabíamos que estávamos.

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/147853/Alta-produ%C3%A7%C3%A3o-levanta-a%C3%A7%C3%A3o-da-Petrobras-em-72.htm